domingo, 9 de novembro de 2008

"JÁ FALAMOS LÁ EM CASA E ESTOU A PENSAR PASSAR PELO CANIL E TRAZER UM CÃO RAFEIRO COMO EU"

Este título, foi uma resposta a um jornalista numa conferência de imprensa do novo Presidente Americano. Barack Obama. Após ter afirmado em campanha eleitoral que se ganhar a presidência oferecia os cães aos seus filhos.
Como entendo que através das pequenas palavras, ou textos se vê o carácter das pessoas, fiquei feliz de contente ao ouvir estas declarações. Só de pensar que a 1 ano pela altura do Natal, o Bush até mostrou na imprensa que tinha comprado prenda para o seu cachorro, ( e de raça. claro). Atitude que mais parecia um gozo para com outros povos do Mundo, com tanta pobreza emergente que nem as crianças tem prenda. E assim logo de início o grande Obama atira para o ridículo o seu antecessor.
Fiquei maravilhado ao ouvir a notícia, pois começa logo por mostrar a sua simplicidade. Julgo ser sem dúvida o Presidente, não de todos os Americanos mas daqueles que amam o País. Que gostam de arte, da cultura, da ciência, dos que não usam o fato e a gravata. Das pessoas simples daquele País, julgo. Pois os outros são pela guerra, pelo dinheiro, e dão toda a importância ao Americanismo das influências negativas que servem como exemplo os 10 anos de Bush. Basta ver a volta que o Mundo teve partir do momento em que ele entrou para o poder. Viu-se que embora a maior parte dos Países, e até os da União Europeia não gostassem dele evitaram a sua aproximação sem corte de relações diplomáticas. Assim como outros optaram pela corrida aos armamentos núcleares, não fosse ele um dia lembrar de fazer uma visita armada. E assim temos Países como a Venezuela, o Irão, a Coreia do Norte etc. e o caso da Rússia de novo a mostrar as suas garras como que dizendo. Aqui estou presente de novo. Bush criou a desconfiança em todos os continentes.
Bem vindo Obama.
E ainda há pessoas mesmo cá que desconfiam dele por ser de raça negra. Por vezes as pessoas esqueçem que os de raça branca fazem o mesmo que eles. A diferença é que se for um negro, por exemplo a fazer um assalto faz-se logo um comentário. ( Pois, é um preto ), ou seja, pelo facto de ser negro está motivado para o assalto. Mas ser for um branco diz-se só assim. ( É simplesmente um assalto). Nem se lembram do negro. Como costumo dizer, só a pele é que nos difere, porque de resto, todos tem cérebro, músculos, ossos etc.
A semana antecedente a eleição do Obama, diz-me uma pessoa que conheço:
-Era o que faltava o preto ganhar as eleições. Eles não tem cabeça, dizia ela.
Que pena, quem o disse é retornada, e até teve 8 "criados" que comiam à parte com os restos que sobravam da comida dos patrões. É lógico, e não admira que estivesse preocupada com a eleição. Agora é o "Preto" que lhe ajuda a dar a comida, também a Ela neste mundo global. Nestes casos, sempre senti uma certa repugnância por estes actos destas pessoas. Por isso, e para terminar fiquei feliz por esta eleição, que sem dúvida irá ajudar um pouco a mudar mentalidades a certas pessoas. Talvez também abrir mais oportunidades a outros Países.
Que Obama seja um exemplo para o Futuro.
Que Obama seja a esperança de todos os jovens da nova geração.
Que Obama com a sua força e energia seja o suficiente para preservar o ambiente.
Bem haja BARACK OBAMA


1 comentário:

CatarinaGarcia disse...

Também fiquei muito feliz em alguém com um cargo tão importante dar importância aos animais que se encontram no canil. É é pena ser um tema que interessa a pouca gente, talvez com mais pessoas assim se mudem mais opiniões.
Até logo,
Catarina