terça-feira, 26 de maio de 2020

                        INTRODUÇÃO

"Notas de caderno para um livro que não escrevi".Não é nem mais nem menos que uma forma de tratar vários temas relacionados como por exemplo, a família, a religião, politica, trabalho, etc. Irei tentar expor os meus pontos de vista de uma maneira honesta. Claro á minha maneira que não irá agradar a todos. Basta ver que sou defensor de uma sociedade quase ao estilo nórdico, em que anseio uma qualidade de vida no concreto. Que não significa só ganhar dinheiro. Não, não é só isso mas também repensar o ambiente, as pessoas, os animais, a forma de nos alimentar, de construir, de preservar o meio que nos rodeia etc. Como o progresso também é necessário sem ser retrógado, por tudo contestar. Como nos empregos, as vezes uns porque podem decidir desumanizam outros iguais a eles, só para seu belo prazer e proveito pessoal . Tentarei ser o mais explícito possível nos temas. O primeiro tema será precisamente sobre a qualidade de vida.

novembro 2019. Acrescento neste texto de introdução que decidi acrescentar também alguns textos publicados nas redes sociais, o qual achei relevante, no intuito de jamais os perder nas páginas que entretanto se vão "escondendo" nessas mesmas redes sociais ao longo dos dias.

domingo, 24 de maio de 2020


OLHO EM FRENTE, mas não vejo nada. Oiço o barulho do mar, lá em baixo. Longe do ponto de partida. Longe do ponto de chegada. Porque aqui estou??? porque aqui vim???
- Porque aqui sou diferente.
Mais leve. Mais fluente. Mais igual a tudo, como tudo que aqui me rodeia.
Nevoeiro?, sim. Não deixa ver, mas deixa fluir tudo o que de bom se possa sentir. É como o carregar de "baterias". Sem vaidades.
Gosto de viver. Gosto do que faço.

JGJ

(em facebook janeiro 2019)

segunda-feira, 11 de maio de 2020


HÁ ALGO EM MIM QUE AINDA NÃO ESTÁ CONCLUÍDO...
Ás vezes o que se me sobrepõe, é algo em que não acredito. E o que não acredito, de certeza, que também é algo que não valorizo, não gosto e não quero. A minha força interior tem de ser sempre maior que aquela que ás vezes, me quer sobrepor!!!
JGJ

(em facebook, maio 2020)

sábado, 9 de maio de 2020

O CAVALO NA JANELA DO TEMPO... olhando a criança que informa a amiga, deitada, lendo o texto do livro sobre a menina que circula pelos montes, observando as pedras, e as plantas que por lá se encontram, sob o olhar da ave, que voa lá no alto.

JGJ
(pintura Catarina Garcia)
(em facebook, 9 maio 2020)

terça-feira, 28 de abril de 2020


OS MAIS VELHOS TEM DE OLHAR PARA SI, E SE CULPAREM POR CHEGAR A ESSA IDADE??????
Teremos de chegar a esse ponto?
Quando temos a vida ativa normal de trabalho, sempre ambicionamos chegar aquela idade mais avançada, em que o objetivo é fazer aquilo que antes, no ativo, não o podíamos fazer. Felizes, porque vamos ter outra oportunidade, de estar mais tempo próximos da família, e amigos. Colocar o relógio de parte, porque o tempo de hora certa, para entrar ou saír do trabalho, passou!! Descobrir o Mundo possível. As cidades e vilas, ou aldeias que antes não havia tempo.
Olhamos a cara ao espelho todas as manhãs, as rugas crescem, dia a dia. Outras dores vão aparecendo numa qualquer parte do corpo. Vamos contando o tempo para trás, e para a frente. Vendo quanto falta para chegar até aquela idade mais crítica, dos oitenta, ou noventa. Mas nunca desistimos de viver. De estar próximo da família e amigos. De caminhar, por lugares em que sentimos que nos dão mais vida, e mais força. Talvez, numa altura mais cansados, mas sempre prontos a viver o dia que se segue, porque há sempre algo que se adapta á nossa maneira de viver, mesmo com idade avançada. Quando o sol nasce todas as manhãs... só o observar, desse novo sol que nasceu, para um novo dia, é um motivo para cá continuar a estar... vivos, com ou sem bengala... ou cadeira de
rodas. Porque vida, é um presente que Deus nos deu, e que nossos Pais abençoaram.
Chegámos a uma altura do nosso tempo, em que alguém decide que não podemos viver... Porque temos essa idade mais avançada. Cabelos brancos, e pele enrrugada. Talvez mais feios. Talvez mais sem interesse. Talvez mais ignorantes, julgarão alguns, ou quem decide essa mesma vida.
Será que para alguns, esses, que decidem que devemos partir... os mais velhos, porque olham os seus pais, ou seus avós, e são, ou foram pessoas paradas no tempo, em que não os acompanharam, ou não evoluíram nesse mesmo tempo, e por isso assim decidem? Eu mesmo, testemunho um caso comigo, em assunto de trabalho. Um colega mais novo, talvez por ter "cabelos brancos" e com receio de falar comigo disse, citando meu nome;
"Não sei como falar consigo, pois o Sr. tem a idade do meu pai". Pu-lo á vontade citando que o patrão era o mesmo, e ali tínhamos que cumprir as tarefas de cada um de nós, independentemente das diferenças das nossas idades.
Por tudo isto e refletindo, hoje, o nosso dia a dia, em que a pandemia nos perturba a vida, obrigando a ficar confinados em casa, e alterando os hábitos e modos de vida, custa-me que alguém faça tais opções de vida de outros, mesmo sabendo que os ventiladores não chegam para todos. Mas para mim, que somos todos iguais, desde que se nasce até morrer. Morrer sem poder escolher, mesmo que haja ou não ventilador para sobreviver, não seja o mais correto. Não podemos esquecer aqueles que tem 80 anos ou mais, o prazer que tem ainda de viver a vida. Porque ter mais idade, mesmo aquela a que cheguei até hoje, por tudo o que fiz, e que faço, dá-me um enorme prazer, de ter vivido todos estes meus anos, e tudo faço para contabilizar mais alguns, os que Deus me deixar, e puder, mesmo com as tais dores, ou insuficiência próprias que surjam na minha saúde.
JGJ

(em facebook, 20 abril 2020. tempo de pandemia)
NÃO GOSTO!!!
Não gosto de estar muito tempo ao pé de pessoas que só reclamam, e só discutem por tudo e por nada. As outras que assim não são... são mais positivas, mais alegres. Com mais garra para o que der e vier. Porque as pessoas negativas, o seu olhar, e a sua face contorcida de negativismo, por vezes transmite e contamina ao outro a mesma forma de estar... negativa
JGJ
(em facebook 29 abril 2019)
O VÍRUS AINDA Á POUCO CHEGOU....
mas quando for embora, de certeza que nada ficará na mesma, como antes da crise. A Europa não será a mesma, mas o Mundo também mudará. E as grandes potências... essas, como poder no mundo, irão mudar de mãos. Outros países irão ser bem mais fortes que os habituais. Desta vez os países do costume não venderam armas ao inimigo, e também não o invadiram, mas ficaram todos de boca aberta, a observar o inimigo a entrar-lhes pela porta adentro, e a solução foi... obrigar os seus "militares" a fecharem-se em casa... e se saírem serão multados. Nem a Europa da União reconhece os seus amigos...países que sofrem tal invasão. O inimigo conseguiu adiar o Mundo. Tudo o que estava com data marcada até ao verão, ficou adiado, mas sem nova data... talvez, porque não sabem como, nem quando o conseguem derrotar. Um Mundo adiado...assim se pode dizer. Só se ouve, "fique em casa". Hoje um veículo passou na minha rua com alto som, dizendo... " não pode saír de casa. É crime saír de casa"!!! É estranho ver as ruas sem gente, ou não se ouvir o roncar dos carros, ou o barulho, da azáfama do dia a dia.
JGJ

(EM FACEBOOK 28 MARÇO 2020)

domingo, 26 de abril de 2020




GOSTO DO VERDE POR ONDE CAMINHO.

Gosto do verde por onde pedalo.
Gosto do verde por onde corro.
Gosto do ancião, e quem por mim passa, e me consola com o seu sorriso.
Gosto da terra, pura,que atravesso com as suas pontes e ruelas, com suas casas em bloco de pedra, erigidas.
Gosto da simplicidade das pessoas, e das coisas, que se atravessam no meu caminho.
Mas meu gosto agora quebrado, pelo vírus que me fechou, no meu castelo, há-de abrir as portas para continuar o meu gosto... Pelas coisas...Pela Natureza.

JGJ

( em facebook, abril 2020)

terça-feira, 21 de abril de 2020



ALIMENTO-ME DO PÃO E DA ÁGUA
Mas também me alimento do verde dos campos e das árvores a florescer.
E da PRIMAVERA que hoje nasceu, que me oferece os dias mais belos do ano,
num qualquer lugar, perto do mar, ou da serra, ou um outro qualquer lugar...Natural.

JGJ

( facebook em 21 março 2020)

quarta-feira, 15 de abril de 2020


GOSTO DE OUVIR O "BARULHO" DA ÁGUA... a escorrer ribeira abaixo.
Gosto, quando no silêncio da natureza, oiço a água.
Apurando o ouvido percebemos que Ela, a água, está a falar connosco, como se nos estivesse a dizer...
- Olha que sem mim, tu não és nada!!! Tu és setenta por cento de mim...que sou água.
Depois, junto ao mar, ouvem-se as ondas umas vezes tão mansinho, que dá para observar os peixes nadando. Outras vezes bem mexido, com grandes ondas capazes de destruir tudo como um tsunami.
POR ISSO EU DIGO... A ÁGUA É UMA FONTE VIVA QUE CONVERSA CONNOSCO, COMO UMA PESSOA..É VIDA. É ALIMENTO QUE MORA CONNOSCO EM NOSSA CASA... EM TODO O LADO
JGJ

(em facebook 18 abril 2018)




segunda-feira, 23 de março de 2020

QUANDO OLHO A RUA...
Vejo o Sol, a brilhar, lindo, de primavera. Mas ao mesmo tempo uma nuvem negra, bem escura, sem gente, na rua, de medo, como se fosse uma guerra... com armas!!!!
JGJ
(em facebook, 23 março 2020. em quarentena)

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

OS CHIP´S NOS ANIMAIS, OU NOS HUMANOS!!!





A PROPÓSITO DE CHIP`S.
MINHA CABEÇA NÃO PÁRA DE PENSAR!!!
Porque fui ao veterinário, com o o animal cá de casa. Um novo gato com 5 meses. Como é lógico e aconselhável fui por-lhe as vacinas em dia, mas a partir do dia 1 deste mês passou a ser obrigatório acrescentar uma outra. O CHIP. Mas o que é o chip?. Não. não é como o chip dos Smatphones ou outra coisa. É uma outra vacina mesmo. Uma agulha, coloca-se o liquido e injeta-se no animal, e já está, marcado para toda a vida, mesmo. Talvez seja bom para os animais, sim, porque como não falam, o dono que os abandona talvez seja punido pelo que fez. Talvez uma forma de os proteger. Mas pergunto??? não será uma forma de teste para um dia ser utilizado nos humanos? Hum, presumo que sim. Já tivemos uma época que não se registava um nascimento, depois passou a ser usado o bilhete de identidade, e por fim o cartão de cidadão. Mas no cartão de cidadão está lá tudo, toda a nossa passagem pelo bem e pelo mal. Se algo nos acontecer, o cartão de cidadão é como uma página em que se acrescenta tudo. Mas, para saber algo sobre nós teremos de ter sempre o cartão á mão. Mas, se num futuro nos organizamos até poderemos esquecer o cartão em casa ou num lado qualquer, até fazer desaparecer, por não ser conveniente mostrar. Imagine-se os loucos de poder que hoje existem por aí em várias nações, se gostam tanto de controlar as pessoas, se lhes passa pela cabeça fazer como nos animais. Colocar o chip nos humanos!!! Tem tudo resolvido. Tal como um filme que vi há pouco, no qual a polícia utilizava um leitor, e ao aproximar das pessoas identificava logo quem era, sem sequer sequer lhes ter de perguntar seja o que for. Está lá tudo "escarrapachado" no leitor, sobre a pessoa. Hoje, pelo que vi, num animal, é tão simples e tão evidente. Não tardará muito tempo que nos vão querer "CHIPAR", como os animais. Podem dizer assim... Já andamos com um chip que é o Smarthphone, é certo. Mas o Smartphone também pode ficar em casa, ou não usar Smartphone. Vão ver... é o chip a próxima geração das vacinas humanitárias. Que Deus ajude essas mentes depravadas, desses políticos que por aí estão, ou que possam vir a estar a presidir a algumas nações em que possam ser iluminados com estas ideias bem modernas do futurismo exacerbado e maníaco em que nós, humanos nem sequer poderemos ser livres, nem no nosso "castelo". Oxalá seja Eu, hoje, e só Eu mesmo, a ter esta "louca" ideia, porque se assim for de certeza nada acontecerá, porque sou Eu mesmo o louco. Ah, também será bom que Eles não leiam isto. Não vá, isto iluminar-lhes... mesmo as suas ideias tresloucadas.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

UMA SETA ME LEVA POR UM CAMINHO...
Oh... quantas vezes a encontro!!! Seta para a direita , seta para a esquerda ou em frente... Umas vezes caminho longo. Outras vezes curto. E quando chego ao fim!!! Há última seta!!! Um desejado abraço a Santiago...de... obrigado, cheguei!!! E depois, meu Deus... Tanto tempo que falta para voltar de novo.

JGJ


COMO EU GOSTO DE ME ENVOLVER...
Nestes espaços onde quase nada ali vive. Mas o ar que se respira ainda é puro de Natureza sobrevivente. Até a ponte chora de alegria, porque já não tem uma parte de si, que outrora foi útil e já não serve o progresso. É sinal que agora só recebe pastores e pessoas "perdidas" na Natureza.

(Foto 2017; pelas Minas de São Domingos, no Alentejo, na travessia entre Badajoz e albufeira)

JGJ


sábado, 10 de março de 2018

PENSEM NISTO!!!
As distâncias medem-se em kilometros
Os pesos medem-se em kilos
Os líquidos medem-se em litros
AS PESSOAS MEDEM-SE PELAS ATITUDES
JGJ
(em facebook, 10 março 2018)

PRESERVAR O PLANETA... É como preservar a mulher, o homem ou os animais, e a Natureza. Não o preservar é como se as folhas das árvores estivessem a cair a pouco e pouco. Como se a pouco e pouco viessemos a deixar de respirar. Como se a pouco e pouco deixássemos de existir.
CONVÉM PENSAR NISTO!!!

JGJ

(em facebook 10 março 2018)

sábado, 12 de dezembro de 2015

CADA UM TEM O SEU SANTUÁRIO !!!!!!


CADA UM TEM O SEU SANTUÁRIO !!!!!!
Uns peregrinam a locais santos, outros a Mesquitas viradas para Meca, ou vão Meca para oração. Outros acreditando noutras religiões, ou seitas e crenças. Todas Elas Eu respeito, no fundo, em meu pensamento, mas no que Eu acredito é a Natureza, essa sim, perfeita. Essa força viva de vento que nos sopra na face, ou a chuva que cai no corpo, ou na cara que nos limpa o suor e arrefece.
Circulando nos campos, sentindo o abanar das árvores com as folhas a caírem cinzentas de outono, e ao mesmo tempo, o chilrriar dos pássaros. Depois, junto ao mar sentir o bater das ondas provocando uma sinfonia única que nos tranquiliza. E ao por do Sol, o reflexo no imenso oceano de mar calmo espelhando o vermelho de fogo. E nas cidades, os monumentos seculares trabalhados á mão por gente que nasceu com o saber da arte pormenorizando o seu trabalho manual sem ferramentas apropriadas, inventadas por si, e a cor da tinta que tiveram de descobrir ou inventar para retocar determinada figura. O trabalhar e colocar as pedras gigantescas em edifícios altos como testemunho para o futuro. E depois, circulando pelas aldeias do interior, terra a terra, convivendo com os habitantes locais contando as suas histórias de vida que já contam décadas. Depois uns cantando e outros recitando versos tipicos das suas terras. Outros oferecendo um espaço na sua mesa para jantar em comum. Outros também gratificando um local aprasível para pernoitar. Outro disponibilizando o seu quarto por uma noite com um jantar e pequeno almoço muito bem preparado e dedicado. O velhote que pára e observa e convida para se deslocar a sua adega dando a provar o seu vinho e cantando as virtudes da sua aldeia. As fontes que se encontram nos centros das aldeias quase todas a confluír com as ruas direitas. A gratidão de cada pessoa que nos observa. Em cada canto, cada porta, cada janela ou casa se avista algo de diferente daquelas gentes.
É tudo isto que me enche de esperança e alegria de viver. É a minha fé. É a minha forma de acreditar no Deus, Universo que construíu todo este prazer de viver, que é a vida. O respeito pelos outros, o meu amanhã, nesta oportunidade de vida surgida no meio de outras também não inferiores. O conhecimento dos povos, as suas artes e ofícios, e aquilo que a Natureza nos dá é o que me motiva. Enche-me de energia e concentração para um melhor bem estar para poder continuar neste rumo até que o meu ser permita. Muito já ganhei pelo conhecimento e mais espero ainda ganhar dia a dia dentro do possível. Costumo dizer que a minha maior riqueza é o conhecimento, por isso,  Eu digo aqui com muita convicção.
 O MEU SANTUÁRIO É A NATUREZA. Esta é a minha FÉ.



sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

E SE UM DIA HOUVER UMA FALHA TOTAL DE ENERGIA !!!!!!!

E SE UM DIA FALHAR A ENERGIA, em tempo de terrorismo ou sismo de elevado grau.
Imagine-se que o E.Islâmico se lembra de nós e coloca umas bombas nos vários pontos de transportes de electricidade, ou onde ela é gerida. Certamente por vários dias ficaremos inibidas da mesma, e logo, ficamos sem tv, telefones, computadores e a respectiva internet, aquecimento e praticamente tudo o que usamos não vai funcionar. Pior ainda, as agências bancárias não funcionarão porque os registos centrais de conta estão num determinado local em que mesmo que tenham energia alternativa não comunicarão com as agências. Com sismo de grau 8 poderá ser ainda mais problemático porque pode destruír vários componentes em bloco. Ou seja, pode gerar o pânico entre a população. Digo isto porque, ADAPTAMO-NOS PERMANENTEMENTE E EM DEMASIADO ÁS NOVAS TECNOLOGIAS ficando cada vez mais dependente das mesmas. Se pensarmos bem não há nada no nosso dia a dia que não dependa destas máquinas, (computadores)

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

QUE IMPORTA MORRER!... SE!!!!!!!

-

QUE IMPORTA MORRER.... SE, um dia conheci um Pai que me ensinou a ser Homem, e a dedicar parte da sua vida a mim. As surpresas que por vezes me fazia. As palavras que me dedicava em determinada altura da sua doença. As últimas palavras sussurrando que me dedicou no último dia da sua vida. Que importa morrer... se tenho na minha memória gravada como se fosse numa pedra a sua presença. Mas mais espero viver para sentir a força das suas palavras.


- QUE IMPORTA MORRER...SE, a minha mãe com os seus poderosos 87 anos é uma força da Natureza, com uma saúde razoável e com o seu "Juízo" cerebral em condições invejáveis para a idade. Ás vezes com uma maneira pensar não muito habitual para a sua idade, com conversas perfeitamente fluentes, quase sempre conjugáveis com a minha maneira de estar na vida. Que importa morrer... se, tenho uma mãe assim. É o meu orgulho. É grande pena minha não poder fazer mais por Ela.


- QUE IMPORTA MORRER...SE, um dia sonhei que haveria de ter a esposa que amava e que ainda hoje me acompanha nesta Vida de espinhos o qual me deu 2 dos 3 Filhos que desejava. Que importa morrer... se, as Filhas seguiram o caminho que mais gostaram


-QUE IMPORTA MORRER...SE, tenho o meu emprego á 30 anos. Aprendi tanto neste emprego não só na área que exerço mas também noutras áreas. Relacionamentos com outras pessoas. Colegas, Prestadores de serviços, Administradores de empresas nacionais e estrangeiras, embaixadas, ministros, professores, etc.

Momentos aflitivos como ameaços de bombas em embaixadas, ameaços com arma em punho, seguidores da minha presença em agências bancárias, seguidores da minha viatura com ameaço e tentativa de agressão o qual deu origem a acção em tribunal o qual ganhei, etc.
Que importa morrer... se com tudo isto aprendi a ter outra maneira de estar na vida, e dando até mais valor a vida e aos outros. Se não fiz mais nesta empresa foi porque não o quiseram. De resto, sinto que estou a pagar pelos novos tempos. Entram novos gestores, e classificam sempre os mais velhos pela sua idade ou cabelos brancos e ou outras aparências que lhes são estranhas ignorando muitas vezes a sua "potência" em conhecimentos, ou "bagagem" profissional pondo-os em permanente experiência. Mas, embora isto, sinto orgulho do que fiz por esta empresa, em especial na "Securitas".

Por isso também digo. Que importa morrer... Fiz mais pela Securitas que muitos!

Carnaxide 2010.08.31

-A atualizar.
- QUE IMPORTA MORRER...SE,
No meu tempo de lazer faço aquilo que mais gosto. Andar de bicicleta. Caminhar a pé por essas Serras,  montes e vales. Caminhar á beira mar.Fazer exercício físico. Conhecer esse Povo no interior deste País onde até já entrevistas realizei para video pessoal de pessoas simples.
 Por exemplo; QUE IMPORTA MORRER, se realizei um sonho que há uns anos pensaria que não era realizável. Atravessar de bicicleta o Alentejo na Costa Vicentina durante cinco dias. Atravessei a serra do Caldeirão. A Santiago de Compostela a partir do Porto. O Alentejo desde Carnaxide a Badajóz. De Bragança a Castelo Branco. Poderia citar aqui outros mas são muitos.
Da mesma forma penso QUE IMPORTA MORRER...SE, Admirei imenso a minha viagem de sonho ao Egito. A Itália, mais precisamente Veneza, não ignorando também Milão e Turim mas Veneza é neste momento o meu "icon". Estudo com bastante interesse a cultura e a existência do império Romano assim como o conhecimento das várias religiões existentes no Mundo completam todo o vazio que poderei ter no meu cérebro.




Carnaxide 2014.02.21

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

NUM DIA SE NASCE... NOUTRO SE MORRE!
Neste UNIVERSO ENORME sem fim, porque não APROVEITAR A VIDA, entre um dia que já nascemos, esperando o dia para morrermos!!!

JGJ

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

UMA VÊZ TIVE UM CHEFE ASSIM!!!!!!!

Há uns dias vi um programa na televisão que falavam dos chefes que não sabiam ser chefes.
Como concordo plenamente no que foi dito e referenciado como por exemplo a classe Portuguesa seria a menos qualificada não posso deixar passar esta oportunidade dando como exemplo negativo a experiencia por mim vivida com um chefe que tive em determinada altura numa empresa por onde passei.

Um dia de verão (Agosto) era ncessário ir reparar uma camara num poste com cerca de 6 metros de altura. O meu superior dedicou esse dia a circular comigo na minha viatura. Cerca das 14 horas era a hora marcada com o cliente e outro tecnico para me ajudar a reparar a camara. Chegados ao local e o calor deveria rondar os 35 graus. Colocámos a escada em posição assim como os referidos equipamentos de proteção. Uma vêz subiu um a escada e outra vêz outro pois seria necessário segurar a escada no solo não fosse ela escorregar. O referido chefe o que faz. Entra na minha viatura, liga o motor do carro, liga o ar condicionado e fica lá dentro bem instalado ao fresquinho. Poderia ir ajudar a segurar a escada ou alcançar equipamento a quem estava em cima ou até tentar perceber para ajudar na referida avaria que até era complicada.
Bem, respeito essa forma de estar na vida embora eu não concorde com ela Senão vejamos o exemplo dos Nórdicos ou outros que até andam em mangas de camisa nos seus escritórios. Ou seja os que eu critico, quantos mais chefes são, menos mãos tem para sujar ou auxiliar. É tipico do chefe Português. Penso assim porque nos meus longos anos de serviço no exterior, como embaixadas, empresas multinacionais, fábricas etc. ou até moradias de pessoas não nacionais que eram gestores de grandes empresas estavam tão simples que faziam de tudo um pouco. Não se importam de sujar as mãos. Não tem a vergonha que os Portugueses tem. Este (Portugueses) quando chegam a chefes manifestam a sua distância perante os seus "subditos".
Que me desculpem os meus conterrâneos mas é a realidade...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

ALGUNS DOS MEUS TEXTOS PUBLICADOS NO FACEBOOK

                                 
                                

NÓS NÃO SOMOS NADA...
Somos como o papel, que quando voa ao vento...
Se cai na terra, amachuca.
Se cai na água se desfaz.

JGJ

(em tempo covid, março 2020) 


---------------------------------

Os teus SE O MEU "TEMPO" DEIXA-SE,






SE O MEU "TEMPO" DEIXA-SE,Aqui voltava, E me deixava embalar num quarto com uma janela embrulhada na neve.
JGJ
( em Pitões da Júnias.fevereiro 2020)

---------------------------------

EU NÃO ME IMPORTO!!!
Eu não me importo se és gordo, magro, feio, bonito, as tuas roupas, o que calças, se és deficiente, se és normal, se és rico ou pobre...
Mas interessa-me sim, AS TUAS ATITUDES, A TUA FORMA DE PENSAR... DE TI... DOS OUTROS! É TÃO SIMPLES SER ASSIM.
JGJ


QUALQUER UM DE NÓS PODE SER OU É PAI OU MÃE...
Enquanto novos, a vida pode correr bem. Quando idosos, as pernas cansam. O coração bate mal. O colesterol aperta. O cérebro rejeita, e está dependente em definitivo dos filhos. É nesta altura que Eles devem pensar que quando eram "infantis" em tempo de escola, os Pais deixavam o trabalho para ir ao médico e tratar deles, e ao longo de muitos anos foram muitas as vezes. Então, quando se invertem os casos, ou seja, quando os Pais chegam a velhos, são os filhos que devem perder os dias de trabalho e tratar os Pais. Quem assim não faz, pode ser que um dia, quando Eles lá chegarem, a velhos, os filhos deles lhe façam o mesmo, porque A NATUREZA É PERFEITA..

JGJ


-----------------------------------------------------









domingo, 9 de outubro de 2011

PEQUENAS FRASES CITADAS POR MIM

A VIDA É UM PEQUENO MOMENTO NESTE GRANDE UNIVERSO SEM FIM. 

JGJ




O SORRISO É A ARMA CONTRA A INDIGNAÇÃO E O MAL QUERER DOS OUTROS.

JGJ


segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

SEMPRE OS MESMOS NA POLITICA

Ontem foi dia de eleições presidênciais. Fiquei "aterrado" quando no final das contagens dos votos apareceram todos os candidatos a gritar VITÓRIA. Que tristeza. Então estes indivíduos pouca importância dão ao facto de mais de metade da população não ir votar. Em vez de fazerem a leitura de...! porque não compareceram nas urnas ?!, "cantam" o seu sucesso e o seu protagonismo. O próprio vencedor falou como uma grande vitória e ainda escurraça os outros concorrentes, e não cita nada de objectivo, e, pavoneia-se muito.
O que nos deve preocupar é que as pessoas não foram votar porque estão fartas Deles. Ainda ontem, numa pastelaria o propritário comentava para um cliente que não ia votar porque já estava farto e são todos iguais, nada fazem por este País, e, curiosamente os outros clientes que por lá estavam comentaram a mesma opinião, não se deslocando as urnas. Já durante a semana anterior me apercebi em vários locais, de muitas pessoas com a mesma opinião.
Ligamos a televisão, e dão pouco relevo ao facto da mesma abstenção. Até os comentadores pouca importância dão. Quando falam, falam superficialmente.
50% de não votantes é metade do País que se está burrifando. Deviamos ter outros políticos novos. Talvez menos deputados. E INDIVÍDUOS COM IDEIAS NOVAS A GOVERNAR.
TEM DE GOVERNAR PARA AS PESSOAS.

terça-feira, 6 de abril de 2010

AS ÁRVORES MORREM DE PÉ (na empresa ou em qualquer lado)

Um dia, tinha cerca de 9 ou 10 anos, ainda existia a televisão a preto e branco, vivia na aldeia e assisti a uma peça de teatro com uma grande actriz da altura que dava pelo nome de Palmira Bastos. Não recordo bem o enredo ou a história da peça mas sei que seria qualquer coisa relacionado com a sua idade avançada no qual as pessoas que a envolviam a subtraíam dos seus costumes e valores pessoais. E ficou na minha memória que mesmo no fim da peça a actriz com um cajado na mão bate no chão e cita com grande vigor a frase "AS ÁRVORES MORREM DE PÉ".
Peguei neste tema porque tão novo que era já tinha achado a frase muito carregada de valores morais e talvez com significado para o meu futuro. Teria sido 9 anos antes do 25 de Abril e entretanto já lá vão mais 36 após, e no dia a dia das nossas empresas e no próprio meio em que vivemos as pessoas continuam a pensar de forma a entender que quando alguém chega as 40 anos já é para (abater). Procura emprego e basta olharem para a pessoa e mesmo que preencha o curriculum, não é aceite. Há que dar o lugar alguém bem mais novo, e é preciso é que saiba trabalhar com bastante conhecimentos de informática, mesmo que as vezes o que os princípios básicos de vida dessa pessoa seja relativo.
Cito este tema porque mesmo que saia em saco roto, é mais uma vês a minha forma de expressão para quem quiser ter a pachorra de querer seguir estas letras.
Trabalho numa empresa multinacional há 29 anos sem interrupção. Por ela já passei inúmeras fazes da minha vida. Mas um dia teria cerca de 40 anos, portanto à 15 anos, estava a executar trabalhos diáriamente com um colega cerca de 6 anos mais velho do que eu e em determinada altura numa das nossas conversas ele mostra-se um pouco preocupado com a idade que tinha porque provávelmente os nossos chefes já o viriam como uma pessoa não muito útil devido a idade. Este mesmo colega teria problemas familiares e até de adaptação a certos trabalhos, mas surge o meu parecer que deveria tomar de atitude pelo facto que novos tempos se adivinhavam e uma nova postura deveria começar por ter. Não só Ele mas mas também os que permaneciam na empresa pois rondavam todos pela mesma idade e retorqui que, bastariam os chefes mudarem para que algo de novo e ao mesmo tempo de mau viesse a surgir com despedimentos pontuais ou em massa. Foram só precisos 5 anos e Ele foi logo o 1º a ir embora. Mais algum tempo e surgiria a maior parte. Bem, mas julgo não ter interesse focar toda a história mas sim os princípios porque as chefias se regeram.
As empresas hoje em dia entendem que devem dotar de chefias para fazer gestão e não para ter uma atitude de empreendedorismo que é o que a mesma e até o País precisa, e depois só vão valorizar os números nem que para isso se tenha de abater pessoas. É que, o empreendedorismo é mesmo para dotar a empresa de cuidados técnicos pessoais e ao mesmo tempo da realização económica da mesma. A gestão só valoriza a parte económica e daí a critica também à minha empresa que optou para este tipo de gestão.Claro a meu ver. A nível de gestão de pessoas, possui uma grande parte de jovens, como pessoal técnico de valor. Ao mesmo tempo alguns poucos de mais idade os quais se percebe que são já vistos por alvo a abater mais tarde ou mais cedo, só basta que escorreguem um pouco. Sendo esta empresa dotada de chefias que não conhecem bem o passado dos mais velhos quando lhes é solicitada qualquer coisa nota-se que nos seus íntimos surge sempre a questão do (será que é capaz de fazer!?). E assim sendo muitas vezes não é dada a oportunidade a estes mais velhos que embora alguns possam ter defeitos mas podem executar os trabalhos as vezes até diferente que os mais novos. Qualquer pessoa deverá ter em mente que quer os mais velhos como os mais novos aprendem sempre uns com os outros. Mesmo eu com a idade que tenho não prescindo nunca de trabalhar em conjunto com Eles, e tenho a mesma opinião em relação a Eles. Em comum estamos sempre a tirar duvidas. Compreendo que existe pessoas de meia idade que se resignam a fazer algo de novo até na sua vida profissional, pessoal e familiar. Muitas vezes tem o habito de se dedicarem ao mais simples utilizando o seu tempo nas coisas menos importantes da vida que até ficam (barrigudos). Mas não se podem por todos novos e velhos no mesmo saco, porque os novos acabam também por ter hábitos impróprios no trabalho. Costuma-se dizer que a velhice vê-se no corpo e na mente e quantos novos tem 20 ou 30 anos e a burrice é muita. Uma vês experimentei fazer perguntas a uma jovem com vinte e poucos anos, de cultura geral sobre o Alentejo e de nada mesmo soube dizer. Então se formos ver a escrita e fica muito aquém do que é normal. E isto passa-se com muitos e então porque é que os mais velhos são quase sempre indiciados como "caducos". Os novos também sabem mentir ou ter´até praticas menos convenientes tal como os mais velhos, mas estes é que são sempre culpados pela idade.
Voltando as chefias, elas mesmo por vezes também não conhecem as pessoas com que estão a trabalhar. Senão vejamos, na minha empresa, todos os finais de Ano é dada uma classificação. O efeito, é relativo, no meu ponto de vista. Eu próprio tenho um chefe que foi nomeado em Outubro passado. Já tem talvez cerca de 7 ou 8 anos de casa. Nunca trabalhei com ele. A nossa amizade não passava de cumprimentos e de contactos através de telefone e encontros normais na empresa. E o superior dele, e também meu, claro, aderiu a esta empresa em Agosto do ano passado não conhecendo os meus princípios técnicos e até de cultura geral, como me podem atribuir um valor seja ele qual for. Conhecendo eu os questionários, e como são feitas as perguntas não será justo julgar seja quem for qualquer pessoa para o futuro desta empresa ou noutra qualquer desta forma.
Também as vezes a falta de conhecimento das chefias em relação ao restante pessoal dá origem a outras atitudes também menos correctas e voltando de novo ao tema da idade.
Havia na empresa 5 coordenadores a fazer a gestão, cada um com uma determinada zona. A determinada altura as mesmas chefias criam uma reunião com os 5 elementos frizando que a partir daquela altura só seriam dois. Sem utilizarem argumentos menos válidos para a excepção dos outros quanto a mim. Mas um dos que ficou até se pode compreender devido ao tempo de casa que possui, mas outro que é o mesmo que mais acima referi, nem encarregado foi, tendo as chefias ali num conjunto de 4 outro para escolher. É tudo uma questão de ética, é que para além de ser eu um deles com 29 anos de casa outros havia com bons exemplos dados. Por minha parte após ter conhecimento pedi para abandonar a reunião, o qual me foi autorizado. Quanto a mim se foi a idade, e se algum dia poder por a prova vamos fazer um teste e ver entre os de 28 ou 35 anos que decidiram tal acto, e o de 55 anos onde está a "velhice", falando de cultura geral ou até tecnicamente também em geral na profissão.

Eu, penso assim;
-NÃO ESQUEÇAS QUE A APARÊNCIA EXTERIOR NEM SEMPRE MOSTRA O VALOR QUE ESTÁ POR DENTRO !

A VELHICE E A NOVIDÃO ESTÁ NO CÉREBRO DE CADA UM DE NÓS !